VER
  VER
  VER
  VER
  VER
  VER
  VER
  VER
  VER
  VER
  VER
  VER
  VER
   
 
  Receba todas as novidades no seu email.
Introduza o seu email.
 
 



 
Fisco lança mais de 50 acções mas só recupera 850 milhões de euros

Até Agosto tinham já sido recuperados 700 milhões de euros em dívidas fiscais, um valor que, para o primeiro-ministro, José Sócrates, configura «resultados extraordinários». A ser atingido o objectivo do Executivo para o conjunto deste ano, a recuperação da receita fiscal representará um aumento de 3% nas receitas do Estado. Entretanto, o Ministério das Finanças anunciou que o cerco à construção e imobiliário rendeu mais de 21 milhões de euros.

Para 2006, as Finanças não adiantam qual o valor que esperam obter através da execução das dívidas fiscais, adiantando apenas que estimam recuperar 500 milhões de euros no plano de combate à fraude e evasão e nos ganhos de eficiência.

Em 2004, o Fisco bateu um novo recorde de penhoras por dívidas fiscais. O número de processos aumentou 90% para 71 mil, somando 1,28 mil milhões de euros, de acordo com o relatório de actividades da Direcção-Geral de Contribuições e Impostos (DGCI). Nos processos de execução fiscal, acabaram por ser vendidos bens no valor de 21,2 milhões de euros, mais 5,3% do que no ano anterior.

Segurança Social recuperou 130 milhões

Já na Segurança Social, o montante até agora recuperado parece pouco claro. Em Setembro, o Ministério da tutela disse ter conseguido 130 milhões de euros em apenas quatro meses, mas tinha já anunciado um encaixe de 91,3 milhões de euros para a totalidade do primeiro semestre.

O primeiro balanço do Plano de Combate à Fraude e Evasão Contributivas e Prestacionais, revelou que apenas 41% do montante recuperado (37,7 milhões) resulta das notificações feitas aos contribuintes. E do total dos notificados, apenas 7 a 10% regularizam a dívida. As acções de fiscalização resultaram num encaixe de 8,2 milhões de euros e a execução de processos permitiu cobrar dívidas no montante de 45,3 milhões de euros desde o início do ano até final de Junho, isto apesar da dívida instaurada ascender a 242 milhões.
 
 

 

 

Home | Sobre Nós | Historial | Noticias | Contactos || Pedido de Cotações
Copyright © 2022 Pinto Lopes Todos os direitos reservados.